Perversões sexuais - da religião à ciência

Fonte: Dra. Marina Milograna Zaneti

Perversão sexual era o termo utilizado durante a Idade Média para descrever qualquer prática sexual que não fosse de acordo com as leis de Deus, ou seja, que não tivessem como objetivo a geração de um filho ou a constituição de uma família. 

Nessa época a moral cristã era responsável por definir quais tipos de comportamentos sexuais seriam aceitáveis ou não, condenando à Inquisição tudo o que fugisse a essa regra. 

Masturbação, sado-masoquismo e sexo anal eram considerados verdadeiras aberrações, por exemplo. 

Hoje em dia a ciência e especialmente a medicina se ocuparam de definir e, quando necessário, tratar qualquer transtorno da sexualidade. 

Os comportamentos sexuais saudáveis são os que não causam qualquer tipo de prejuízo ou sofrimento para si ou para o outro. Dentro disso, existe uma ampla gama de possibilidades, não é ? 

Além disso, o sexo é acima de tudo intimidade e troca, onde o que mais importa é o que te faz bem.